PUBLICAÇÕES

NEWS

Nova diretoria pode não significar preço menor na Petrobras

Mudanças na presidência e no conselho de administração da Petrobras podem não conduzir a uma alteração na política de preços de combustíveis da estatal, afirmaram especialistas e fontes ao Valor sobre o tema. Na prática, diretores e conselheiros que tentem alterar a política podem ser responsabilizados na Justiça, se as modificações causarem prejuízo à Petrobras.

Esta semana, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que o novo indicado a presidente executivo da Petrobras, Caio Paes de Andrade, vai trocar a diretoria da empresa, com o objetivo de alterar os preços. A Petrobras pratica hoje uma política de combustíveis alinhada ao preço de paridade internacional (PPI), que tem sido alvo de críticas de Bolsonaro.

Entretanto, o próprio estatuto da companhia estabelece que decisões sobre a prática de preços devem ser tomadas pela diretoria da empresa — que pode ser responsabilizada, na Justiça, caso haja algum prejuízo à companhia e aos acionistas. Cabe ao conselho de administração supervisionar as decisões dos diretores sobre o assunto. Eventuais mudanças nos nomes que compõem diretoria também passam pelo crivo do colegiado.

BY ALEXSANDER QUEIROZ SILVA
Fonte: Valor Investe

Voltar